Despesas_da_empresa_X_despesas_pessoais_como_administrar.jpg.jpeg

Despesas da empresa X despesas pessoais: como administrar?

Uma das dificuldades de qualquer gestor para deixar um negócio funcionando dentro da normalidade está na parte financeira. Embora seja simples e de conhecimento de praticamente todo gestor, a confusão entre despesas pessoais e despesas da empresa gera problemas sérios para um negócio.

Assim, não importa a parte operacional estar dentro do previsto se o financeiro não estiver seguindo o mesmo caminho. Neste post, apresentaremos algumas dicas de como administrar as despesas pessoas e as despesas da empresa. Acompanhe!

Defina as retiradas financeiras do negócio

Não é sustentável para o seu negócio que, a todo o momento, você tire dinheiro do caixa para pagar contas pessoais e muito menos utilizar dinheiro próprio para cobrir gastos da sua empresa. A recompensa pelo seu trabalho deve ser regular e previamente definida.

Para isso, existe o pró-labore, que é o salário dos donos de um negócio. Adicionalmente, também pode ser definida uma periodicidade para retirada de lucros, que pode ser trimestral ou semestral.

Controle de maneira paralela as contas correntes e os cartões de crédito

Nunca use o cartão de crédito pessoal para pagar contas do seu negócio: essa é uma máxima da boa gestão financeira. Com o uso de contas correntes e cartões de créditos distintos, isso fica mais fácil de ser operacionalizado.

Podem ocorrer situações de, por exemplo, em determinado local, você apenas poder pagar com determinado cartão ou uma instituição bancária específica. Quando isso ocorrer, busque efetuar o pagamento com dinheiro efetivo, pois ficará mais fácil acertar as contas quando você voltar para sua empresa.

Busque a adesão a planos corporativos de serviços

Na contratação de telefonia e internet, por exemplo, serviços tidos como essenciais para qualquer empresa, busque planos corporativos, que normalmente são bem mais baratos do que aqueles oferecidos para as pessoas físicas.

Quando se busca crédito por meio de empréstimos, também há linhas diferenciadas para as empresas, o que viabiliza ainda mais a diferenciação de controles entre pessoa física e pessoa jurídica.

Trabalhe com a tecnologia da informação a seu favor

Com um controle mais efetivo, essa diferenciação entre despesas pessoais e despesas da empresa é mais fácil de ser efetivada. Contrate um sistema de gestão online e deixe todo o controle financeiro mais facilmente gerenciável.

Isso também fará com que as saídas de dinheiro do negócio fiquem mais dificultadas, apenas sendo autorizados pagamentos e desembolsos quando forem essenciais para o negócio. Isso, em longo prazo, tende a trazer bons resultados para o negócio, pois os recursos financeiros ficarão o máximo de tempo possível dentro da estrutura empresarial.

Crie reservas financeiras

Para evitar que períodos de maior dificuldade financeira possam trazer prejuízos ao seu negócio, crie reservas de recursos. Essas reservas servirão não somente para o negócio propriamente dito, mas garantirão que, quando chegar o momento de recebimento do pró-labore ou de retirada de lucros, sua empresa tenha de onde retirar os recursos financeiros sem precisar de endividamento.

A tarefa de separar as despesas pessoais das despesas da empresa não é muito difícil, mas requer trabalho organizado e disciplina por parte dos gestores. Além disso, é um trabalho que deve ser realizado de maneira constante por parte dos gestores de um negócio, pois não basta apenas inserir essa segregação, ela precisa ser mantida.

Se você passa ou já passou por algum problema nesse gerenciamento, conte sua história para nós! Deixe um comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *