impostos-e-tributos-como-reduzir-a-carga-tributaria-da-sua-empresa.jpeg

Impostos e tributos: como reduzir a carga tributária da sua empresa?

Reduzir os custos, otimizar os recursos produtivos e alavancar a produtividade e os resultados organizacionais são aspectos almejados por todo empreendedor, independente do porte da empresa e do segmento em que atua.

Lidar com as despesas que rodeiam um negócio não é simples. Além dos gastos com insumos produtivos e despesas administrativas, o pagamento de tributos representa uma larga fatia do faturamento das empresas.

Segundo estudo realizado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), em média, 33% do faturamento de um empreendimento é destinado à quitação de tributos. Somente o Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro das empresas pode chegar a 51,51% do lucro líquido apurado.

Pensando nisso, elaboramos cinco dicas de como reduzir os custos com impostos e tributos. Acompanhe!

Comece com um bom planejamento tributário

Conhecer quais tributos incidem sobre os negócios é o primeiro passo para não ser surpreendido e, assim, evitar problemas fiscais. Sabendo quais impostos são cobrados, a empresa pode projetar com maior segurança sua margem de lucro e calcular melhor o preço de venda de seus produtos e/ou serviços.

Por meio do planejamento tributário o gestor consegue analisar as várias opções de modalidades de tributos (federal, estadual e municipal) e verificar se a aplicação está de acordo com o porte do seu negócio, faturamento anual e situação econômica da empresa.

Conhecendo todos os valores cobrados e gastos com tributos é possível estabelecer a melhor e mais vantajosa forma de recolher impostos. É possível afastar possíveis contingências fiscais que levam a empresa a elevadas multas e, em muitos casos, até a liquidação.

Aproveite os benefícios fiscais

Uma boa dica para reduzir os encargos com impostos e tributos é a utilização de isenções fiscais, abatimentos e deduções que são concedidos pelos governos federal e estaduais para diferentes setores da economia.

É fundamental que o contribuinte conheça como utilizar os incentivos fiscais, de modo que também seja incluso no planejamento tributário da empresa. Por exemplo, com incentivo à cultura e responsabilidade social.

Vale ressaltar que antes mesmo de terminar o ano fiscal, o empreendedor deve avaliar todas as deduções disponíveis e adequadas ao IRPJ e quais os requisitos para aplicá-las. Ao realizar isso com antecedência, é possível fazer um pedido de dedução no final do ano.

Faça a recuperação tributária

A recuperação tributária deve ter como base um bom Planejamento Tributário, de forma que o empreendedor possa realizar as análises e projeções previamente e possa ter certeza da melhor opção do regime tributário. Isso reduz as margens de erro, como uma cobrança indevida ou um cálculo errado com alíquotas discrepantes, que elevam a carga tributária.

Conhecendo as inconsistências em relação às obrigações tributárias e ao pagamento indevido de tributos é possível requerer a devolução do valor pago. Tal vantagem é apenas realizada com um bom planejamento tributário e com a ajuda de uma empresa de consultoria tributária especializada.

Avalie os créditos fiscais oferecidos

Fique atento aos créditos fiscais a que a sua empresa tem direito, como ICMS, COFINS, IPI e PIS/Pasep, o que pode reduzir significativamente o montante de impostos e tributos pagos.

A concessão de créditos fiscais muda com mais frequência do que as deduções. Por isso, é extremamente importante que a empresa realize um planejamento fiscal adequado para que possa se beneficiar no próximo ano.

Contrate uma empresa de assessoria tributária e fiscal

É imprescindível contar com uma empresa especializada em soluções fiscais e tributárias que possa acompanhar todas as informações da empresa e realizar um planejamento tributário adequado e de acordo com a sua real situação financeira.

Além disso, o empreendedor passa a ter maior controle sobre os processos fiscais e contábeis para a tomada de decisão. Com todos os dados atualizados e devidamente registrados, é possível saber quanto a empresa paga de tributos, o que esses gastos representam no seu faturamento e quais estratégias podem ser estabelecidas para reduzir os encargos tributários.

Nosso post foi útil? Que tal compartilhar nosso material com seus amigos nas redes sociais? Corre lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *